Mlk sofreu na pimbada do mototaxista

Mexe não

Mlk sofreu na pimbada do mototaxista. Sempre que tomava o transporte de moto, gostava de ir agarradinho no condutor. Às vezes a mão até “caía” no meio das pernas do macho que ficava de pau duro mas não falava nada. Desta vez foi diferente. Como sempre segurou o cabra pela cintura e foi descendo até encostar um dedo na rola. O cara falou: mexe não com isso, senão vai ter que aguentar no cuzinho. Mas o moleque nem deu ouvidos e continuou bolinado o motoqueiro, agora bem na cabecinha, que pulsava de dura. Nessa hora percebeu que ele havia mudado de caminho e agora estava chegando no motel mais afastado da cidade. Era a hora de ver o nervo trabalhar e sofrer um pouco na cutucada.
Mlk sofreu na pimbada do mototaxista

Mlk sofreu na pimbada do mototaxista

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*