José, 60 anos, não precisa do azulzinho para foder gay

11910
Share
Copy the link

À casa torna

José, 60 anos, não precisa do azulzinho para foder gay. Sozinho e entediado no chato escritório de contabilidade quando tocou o interfone. Era um tal de José e dizia quer falar comigo. Mesmo sem lembrar do sujeito abriu a porta e o homem entrou. Oi tubo bom, lembra de mim? perguntou o coroa na casa dos 60 anos. Para falar a verdade, não. O macho riu, como quem pensa: são muitos homens na vida desse vadio. E falou: sou o José, vim aqui há uns dois anos atrás e a gente trepou bem gostoso aqui mesmo. Deu vontade de repetir a dose, então voltei. Ah, lembrei, retrucou o puto, com sorriso amarelo enquanto caminhava para abrir a calça do maduro. Aqui é natural, não uso viagra não, falou o velho orgulhoso enquanto sua ferramentava acordava e mostrava o tamanho.  
José, 60 anos, não precisa do azulzinho para foder gay
Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *