Coroa não perdoa nem o moleque do picolé

Uma por dia

Coroa não perdoa nem o moleque do picolé. Puto precisa de pelo menos uma rola diferente por dia para ficar calmo. Se não tem isso fica estressado e subindo pelas paredes. Desse jeito estava o maduro. Seu rabão peludo, que já tinha levado esporrada de metade dos machos do bairro estava na seca, sem ver esperma há quase uma semana. Tudo isso  mudou quando ouviu o barulho de alguém gritando: olha o sorvete! O vadio colocou a cara na janela e viu um novinho moreno empurrando seu carrinho. Mais que depressa abriu a porta e chamou o moleque: tem qual sabor? vou querer de chocolate. Pode deixar o carrinho na garagem e vem pegar o dinheiro aqui dentro de casa. Era o truque para assediar o moleque. Olha, te dou 20 pratas se você meter rola em mim, topa? O jovem olhou para a nota e disse: nunca fiz isso antes mas vou tentar…
Coroa não perdoa nem o moleque do picolé

Coroa não perdoa nem o moleque do picolé

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*