Caiu de boca no pincel preto do pintor negão

Caiu de boca no pincel preto do pintor negão

Broxa não

Caiu de boca no pincel preto do pintor negão. Gays contratam homens que dão tesão pelo fato de sempre haver uma pontinha de esperança de rolar alguma coisa. Com o negro foi desse jeito. Contratado para pintar um cômodo, o homem, que é profissional, logo deu conta do trabalho e na hora de receber, levou uma cantada daquelas. Sem falar nada abriu a calça e saltou um cacete delicioso. Pesado, com duas castanhas no saco peludo farto, um prato cheio para um bezerro com fome, que mamou e sentiu o gosto da piroca: urina misturando com cheiro de tinta.
Caiu de boca no pincel preto do pintor negão

Caiu de boca no pincel preto do pintor negão

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*