Depois da praia, rola na garganta do mano

Guloso

Depois da praia, rola na garganta do mano. O chupeteiro falou que estava disposto a respeitar o amigo hétero, mesmo sendo um tesãozinho. Mas como diz o ditado: A carne é fraca e já é difícil para um gay não reparar nos atributos de um macho de sunga e não tem cristão que resista a uma sunga branca, daquelas que quando molha, fica quase transparente. Isso acabou mostrando o pau mole do amigo, que parece ter feito de caso pensado. Não deu outra, juntou uma boca com sede de rola e um pau na seca querendo uma boca quente e deu jogo.
Depois da praia, rola na garganta do mano

Depois da praia, rola na garganta do mano

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*